Em um bate-papo com a equipe de suporte abordamos o assunto “Antivírus” para conhecer um pouco mais sobre o ambiente dos clientes e qual a melhor ferramenta de proteção.

Qual o mais seguro?

Qual o mais fácil de instalar?

Free ou pago?

Configurar exceções?

E se deixar a minha máquina lenta?

E se meu computador já estiver infestado de vírus?

Você só estará seguro se seu antivírus estiver atualizado, isso independente da versão que você estiver utilizando, novas ameaças surgem a cada dia, portanto a base de conhecimento deve ser atualizada a cada dia, é importante que a ferramenta usada tenha o sistema de atualização automática, tanto das definições de vírus quanto do “motor de verificação”.

Facilidade na instalação nem sempre é sinônimo de “estou protegido”, algumas versões possuem algumas “surpresas” na instalação padrão, aplicativos suspeitos, alteração nos motores de busca do navegador, mudança na página inicial. Isso tudo é desnecessário e pode ser desativado na opção de instalação personalizada.

Existe disponível no mercado versões free (grátis) e versões pagas, no caso das versões free sempre existe alguma restrição vinculada ao uso do “produto” que podem ser:

  • Utilização por determinado tempo.
  • Somente identifica o vírus, mas não remove.
  • Sem configurações avançadas.
  • Atualização manual
  • Em caso de arquivo infectado somente exclui o arquivo, não tem opção de reparo.

Versões licenciadas geralmente tem um período de renovação de 12 meses, disponibilizando atualização automática, suporte e opção de reparação de arquivos.

Muito importante configurar a proteção automática de acordo com o sistema utilizado, é comum executáveis do TEF e de alguns módulos serem interpretado como ameaça, até mesmo os aplicativos de acesso remoto, solicite auxilio ao nosso suporte caso tenha alguma dúvida quanto a configuração de exceções de ameaças. Caso seu antivírus tenha a função de Firewall de rede integrado, é necessário configurar a liberação para que o sistema de venda consiga enviar as transações para o TEF e possa também comunicar com o banco de dados do sistema, fique atento também para as configurações do firewall do Windows.

Com certeza você vai perceber que o computador vai ficar mais “lento” pois a proteção automática do antivírus consome muito recurso de escrita e leitura de disco (hd) caso você utilize um disco SSD (Solid State) essa lentidão não terá tanto efeito para o computador.

Caso seu computador já esteja infestado de vírus você pode ter um problema. Os principais alvos são arquivos executáveis e arquivos de sistema, alguns antivírus não te dão uma opção de reparação de arquivo, mandando direto para a quarentena e eliminando de vez e vírus e também o arquivo que pode ser vital para o funcionamento do seu sistema operacional. É muito comum com alguns antivírus, depois de fazer uma atualização e uma varredura completa acabe excluindo alguns arquivos pedir para reiniciar a máquina e o Windows não iniciar mais.

Em caso de real infecção ou suspeita é recomendado entrar em contato com o técnico ou revenda local para que o problema seja sanado, a melhor solução sempre é formatar todo o computador, reinstalar todo o sistema do zero e logo em seguida instalar um antivírus.

Quando um vírus infecta um dispositivo na rede, a ameaça pode se espalhar por vários outros aparelhos, smartphones, roteadores, switches, servidores, estações de trabalho causando lentidão na rede, queda na internet, queda na VPN, ou até mesmo captação de dados e informações pessoais contidos dentro de seu estabelecimento comercial.

Para manter um ambiente seguro é necessária uma solução de proteção contra vírus devidamente instalada e configurada evite transtornos com a falha de serviço e exposição de suas informações e de seus clientes.

Caso tenha dificuldade em manter um ambiente seguro a equipe de suporte Tefway está sempre à disposição para te ajudar no que for necessário.

 

Entre em contato conosco e saiba mais.